Auto Conhecimento 4 de dezembro de 2013 9:50

13 Coisas que pessoas mentalmente fortes não fazem

13 Coisas que pessoas mentalmente fortes não fazem

13 Coisas que pessoas mentalmente fortes não fazem

Nota: este artigo foi traduzido a partir de um artigo publicado no site da Forbes em 18/Nov/2013. Para ler o artigo na íntegra (em inglês), clique aqui

Pessoas de mentalidade forte possuem hábitos saudáveis. Elas lidam com suas emoções, pensamentos e comportamentos de forma a empodera-las para o sucesso na vida. Verifique essas coisas que as pessoas mentalmente fortes não fazem para que você também possa ter uma mente forte.

1) Elas não perdem tempo sentindo pena de si mesmas

Pessoas de mentalidade forte não ficam sentindo pena de suas circunstâncias ou como os outros as trataram. Ao invés disso, elas assumem a responsabilidade por seu papel na vida e compreendem que a vida nem sempre é fácil ou justa.

2) Elas não deixam de lado seu poder

Elas não permitem que os outros as controlem, e elas não permitem alguém tenha poder sobre elas. Elas não dizem coisas como, “Meu chefe me faz sentir mal”, porque elas compreendem que elas estão no controle sobre suas emoções e elas possuem a escolha de como reagir.

3) Elas não fogem dos desafios

Pessoas mentalmente fortes não tentam evitar o desafio. Ao invés disso, elas dão boas vindas de forma positiva às mudanças e estão sempre querendo ser flexíveis. Elas compreendem que a mudança é inevitável e acreditam em suas habilidades de adaptação.

4) Elas não gastam energia com coisas que não podem controlar

Você não ouve uma pessoa mentalmente forte reclamando da mala perdida ou do trânsito. Ao invés disso, elas focam naquilo que podem controlar em suas vidas. Elas reconhecem que algumas vezes, a única coisa que podem controlar, é sua atitude.

5) Elas não se preocupam em agradar todo mundo

Pessoas mentalmente fortes reconhecem que não precisam agradar todo mundo o tempo todo. Elas não têm medo de dizer não ou falar quando é necessário. Elas buscam ser gentis e justas, mas podem lidar com outras pessoas chateadas se elas as fizeram felizes.

6) Elas não têm medo de assumir riscos calculados

Elas não assumem ricos bobos ou fáceis, mas não se importam de assumir riscos calculados. Pessoas mentalmente fortes investem tempo pesando os riscos e benefícios antes de tomar uma grande decisão, e elas estão completamente informadas dos problemas possíveis antes de tomarem ação.

7) Elas não renegam o passado

Pessoas mentalmente fortes não gastam tempo renegando o passado e querendo que as coisas fossem diferentes. Elas reconhecem o passado e podem dizer o que elas aprenderam com ele. Entretanto, elas não revivem constantemente as experiências ruins ou fantasiam sobre os dias gloriosos. Ao invés disso, elas vivem para o presente e planejam para o futuro.

8) Elas não cometem o mesmo erro várias vezes

Pessoas mentalmente fortes aceitam a responsabilidade por seu comportamento e aprendem com os erros do passado. Como resultado, elas não ficam repetindo os mesmos erros sempre. Ao invés disso, elas seguem em frente e tomam melhores decisões no futuro.

9) Elas não ficam ressentidas pelo sucesso alheio

Pessoas mentalmente fortes conseguem apreciar e celebrar o sucesso na vida de outras pessoas. Elas não ficam invejosas ou se sentem trapaceadas quando outros as superam. Ao invés disso, elas reconhecem que o sucesso é conquistado através de trabalho duro, e elas estão querendo o trabalho duro para própria chance de sucesso.

10) Elas não desistem depois da primeira falha

Pessoas mentalmente fortes não percebem uma falha como razão para desistir. Ao invés disso, elas usam o erro como uma oportunidade de crescer e melhorar. Elas querem continuar tentando até conseguirem fazer o certo.

11) Elas não temem a solidão

Pessoas mentalmente fortes conseguem tolerar a solidão e elas não temem o silêncio. Elas não têm medo de ficarem sozinhas com seus pensamentos e elas podem usar esses momentos para serem produtivas. Elas curtem sua própria companhia e não são dependentes de outros para companhia e diversão todo o tempo, mas conseguem ser felizes sozinhas.

12) Elas não acham que o mundo deve alguma coisa a elas

Particularmente na economia atual, executivos e empregados em qualquer nível estão começando a perceber que o mundo não lhes deve um salário, um pacote de benefícios e uma vida confortável,  independente de sua preparação e educação. Pessoas mentalmente fortes entram no mundo preparadas para trabalhar e serem bem sucedidas por seus méritos, em cada estágio do jogo.

13) Elas não esperam resultados imediatos

Seja uma rotina de treinos, um regime nutricional ou começar um novo negócio, pessoas mentalmente fortes estão comprometidas com o longo prazo. Elas sabem muito bem não esperar por resultados imediatos. Elas dedicam suas energias e tempo em doses medidas e celebram a cada meta e aumento de sucesso ao longo do caminho. Elas possuem o “poder de permanecer”. E elas compreender que mudanças genuínas levam tempo.

 

Você tem a mente forte?

Existem elementos dessa lista que você precise mais?

Grande Abraço,

Andre Cruz

Tags:

145 Comentários

  • Ótimo artigo ,seguindo o site , diariamente venho tentando focar nessas labilidades e realmente minha mente tem melhorado muito ! Obrigada .

    • Pâmela,
      Fico muito feliz em saber que estamos contribuindo para melhoria de sua vida.
      Lembre-se que sempre poderá contar com nossos serviços de Coach de Alta Performance caso precise de contribuição especializada na conquista de suas metas e objetivos.
      Grande Abraço,

      • Muito correto seu argumento.
        Me identifiquei com cada Item que colocaste acima.
        Recebe meu Parabéns!

        Att,

        Júninho Cruz.

      • Vc fica “muito feliz” ? Para de puxar saco e ser mentiroso. Vc sequer fica feliz. Vc apenas colocou essas palavras “bonitinhas” pra criar a ética da personalidade em relação a ela. Isso não é nem de longe sincero e nem faz parte da ética do caráter. Vc NÃO fica MUITO FELIZ em saber disso.

        • Olá Alex,
          Também fiquei MUITO FELIZ com seu comentário.
          Eu sempre fico feliz com TUDO aquilo que me acontece.
          Fico AINDA mais feliz com alguém dedica algum tempo para escrever um comentário aqui em nosso site.
          Não sei se você sabe, mas desenvolvo o Professores do Sucesso há quase 2 anos.
          Imagine o que foi para mim manter a dedicação de escrever um artigo por dia por tanto tempo e somente agora começar a ver os resultados.
          É ou não é um grande motivo para ficar MUITO FELIZ?
          Desejo a você uma semana mais do que fantástica!
          Grande Abraço,

          • Poxa André….não cola comigo a ética da personalidade. Vc não fica sempre feliz com tudo que te acontece, vc só escolhe uma resposta para aquilo que te acontece. Não confunda “ficar feliz com TUDO o que te acontece” com o poder de ESCOLHA para dar resposta a isso. Entra a ação e a reação, existe a escolha de como isso vai te afetar e como vc pode influenciar a si. Vc escolher nao ficar chateado ou com raiva da minha resposta, mostra que vc é responsavel pelas escolhas q faz e isso reflete no seu emocional de maneira positiva. Mas dizer q fica feliz com TUDO q acontece…é impossível. Somente o posterior vc pode manejar.

          • Continuando:

            Existem coisas q vc pode mudar, outras q vc só pode aceitar. Essas últimas, fora do seu alcance de influência, são as que podem causar grandes transtornos em sua vida e vc nao gostar e nem se sentir feliz. Não te deixar feliz, não impede que vc foque em outras coisas q te façam feliz. Não deixar q as coisas fora de seu alcance, criem problemas, é maturidade, mas nao quer dizer que seja felicidade. No máximo neutralidade. Talvez ai vc se sinta feliz em saber diferenciar o q pode ser mudado ou nao, mas isso é diferente de ficar feliz com TUDO que te acontece.

          • Olá Novamente Alex,
            Não vamos tornar nosso feed de comentários em uma sessão de psicólogo e/ou terapia, por favor.
            Esse, com toda certeza, não é o objetivo desde canal.
            A forma como você lida com seus sentimentos é nobre e vejo que você é uma pessoa muito esclarecida em relação ao assunto.
            Eu tenho a minha forma de percepção e escolha do que eu sinto.
            Se eu mudar a frase para “eu procuro ficar feliz com tudo o que me acontece” você ficaria mais satisfeito?
            O importante aqui é contribuir para transformar positivamente a vida das pessoas.
            Se conseguimos fazer isso através de um texto ou vídeo publicado por aqui, eu tenho o direito de ficar MUITO FELIZ.
            Concorda? =)
            Agradeço mais uma vez por seu tempo e excelente argumentação.
            Grande Abraço,

          • Exato. é nesse ponto que quero chegar. “eu procuro ficar feliz com tudo o que me acontece” é o mais coerente, correto , com a imagem do site. Um exemplo: um pai vê uma filha pequena ser estuprada por um mascarado, na frente dele sem poder fazer nada e ainda assiste a morte dela. A polícia não prende nenhum suspeito O estuprador some. Existe ai um enquadramento do tipo “fico feliz com TUDO q me acontece” ? A palavra TUDO é a incoerência. Vc pode tentar escolher uma resposta a isso, como fazer justiça com as próprias mãos, ou aceitar que não existe justiça ou o que for. Mas nada te deixará feliz. Nem uma ação e nem uma aceitação. Mas como dizem, a vida segue, o tempo cura/ameniza. Não teve felicidade. Por isso a palavra “procuro”, ou seja, tentativa, mas sem a resultante obrigatória de sucesso, se torna a melhor descrição. Sobre vc ter o direito de ser feliz, é óbvio pois temos o direito de fazer o que quisermos ( onde leis, morais e regras são apenas arbitrariedades da sociedade em q se encontra enquadrado) , apenas sendo limitado pelas consequências e decisão de arcar com elas, estejam elas no rol de nossa influência ou não.
            Abraços ( e termina aqui a minha parte de questionamento ).

  • Mto bom, André! Obrigada!!!

  • Amei a matéria André, show!!!

  • HOSANA MARIA ROSA MIRANDA

    Muito bom o texto, só uma observação tem alguns erros de digitação. Gosto muito de apreciar seus artigos. Obrigada.

  • Realmente, um artigo muito bom. Parabéns!

  • Muito bom texto. Motivador! E é bem por aí, mesmo! Revendo o item 11)”Pessoas mentalmente fortes conseguem tolerar a solidão e elas não temem o silêncio. Elas não têm medo de ficarem sozinhas com seus pensamentos e elas podem usar esses momentos para serem produtivas. Elas curtem sua própria companhia e não são dependentes de outros para companhia e diversão todo o tempo, mas conseguem ser felizes sozinhas.”

    No momento em que te sentires seguro e auto suficiente a ponto de encontrar produtividade e sucesso, mesmo em solidão, estarás pronto para seguir em frente e tornar os que o cercam mais seguros e, automaticamente, também felizes. E é disto que o mundo mais precisa: gente que saiba conviver consigo mesma – desde que não se valha, egoisticamente, da confiança que lhes foi atribuída. E não dependente de outrem para prosseguir nas suas jornadas vida à fora. Ao que percebe-se bem estar (gozo), quando da auto suficiência.

  • Artigo excelente, realmente muita coisa tem seu encaixe. Mas será que a felicidade, sendo aquela que buscamos em cada momento diário…poderia ser alcançada somente com controle de emoções? Não seria melhor buscar um certo tipo de “equilíbrio” entre controlar das emoções e deixá-las seguir o seu curso? Pode-ser que isto não tenha a ver com o artigo, mas é algo que eu vejo como consequência/causa após ler o mesmo, pelo menos…para não nos torna-mos pessoa inteiramente “mecânicas:.
    Mas como disse, excelente artigo! gostei muito!

  • Muito bem, mas tem erros importantes de tradução: os pontos 12 e 13 dizem o contrario na versão original. Seria bom corrigir.

  • …. rumo a construção de máquinas de sucesso….

  • Que horrível, auto-ajuda barata!

    • Olá Marcelo,
      Agradeço por seu comentário.
      Imagino que isso possa parecer, para você, auto-ajuda barata.
      Que tal escolher um dos itens e praticar consistentemente durante uma semana?
      Talvez você descubra que pode ser muito além de “auto-ajuda barata”.
      Grande Abraço,

  • que merda, entao quer dizer q quem nao faz algumas dessas coisas tem mentalidade fraca ?
    mano se liga pra mim algumas dessas coisas nao e ter mentalidade forte e sim ignorância

    • Olá José,
      Não é uma questão de ter todas para ter uma mente forte.
      É uma questão de desenvolver cada uma delas e assumir 100% de responsabilidade sobre sua vida e os resultados que vem obtendo com a mesma.
      Grande Abraço,

  • O que é sugerido aí são robôs. Aqui somos todos seres humanos e duvido muito que exista alguém com esse sangue de barata no mundo. Aliás, há estudos psicológicos muito pertinentes que PROVAM que níveis de frieza como “aceitar e não reclamar que sua mala foi roubada no aeroporto” são sinais de doenças sociopáticas.

    • Olá Bia,
      Agradeço seu comentário.
      A questão é: de que adianta reclamar da mala?
      Isso vai fazer a mala aparecer como mágica?
      Que tal focar no que pode ser feito para resolver ou ao menos mitigar a questão?
      Grande Abraço,

  • Caroline Pereira

    Bom acredito que o texto esteja corrente e nao se trata da construção de robos ou outros tipo de comentários acima. Pessoas que levaram isso como uma crítica ou um regime mais fechado, devem estudar mais e ver que isso nao é o que o governo quer, mais sim o que o cotidiano exige … gostei muito do artigo parabéns André!

  • Parabéns pelo post, gostei muito. Pelos comentarios percebe-se que nao é assimilado pela turma. Abraço

    • Augusto,
      Quando alguém começa a pensar “fora da caixinha”, como diz o pessoal do Geração Valor, isso tente a acontecer.
      Bola para frente!
      O importante é ter pessoas como você por perto e nos dando suporte.
      Grande Abraço,

  • Você esta de parabéns pela materia
    eu me vi nessa materia Espote é minha vida e tendo tudo isso que você falou não nós falta nada mesmo.
    Gostaria de esta recebendo seus artigos no meu e mail.
    Abraço

    • José,
      Agradeço por seus elogios.
      Já adicionei você para receber nossos artigos por e-mail.
      Na próxima segunda você irá começar a receber os novos artigos.
      Grande Abraço,

  • Achei o artigo bom e motivador, porém, conheço uma ferramenta maravilhosa chamada INATHU (Inteligências Naturais Humanas), da qual prova que cada pessoas está inserida em um grupo de comportamento diferente, ou seja, cada pessoa possui um comportamento e tem habilidades e inabilidades diferentes umas das outras.
    A questão da adaptação, por exemplo, não é uma habilidade que todos os grupos possuem, apenas 3 grupos de comportamento (existem 9)tem esta “facilidade”, assim as dicas acima não cabem para todas as pessoas.
    Isso é só uma palhinha, dentro de todo o conhecimento existente sobre os grupos de comportamento.
    Caso queiram saber mais, podem enviar e-mail para mim.

    Att

  • Texto bem interessante, mas será que ser mentalmente forte é isso? Quem estipulou dessa forma? Discordo de algumas coisas, e não vejo um padrão para isso. Esses textos parecem que estão tentando modelar um tipo de super homem e quem for assim como apresenta o texto será mentalmente forte.

  • Olá. Gostei do texto. Olho para as pessoas bem sucedidas que conheço, e vejo grade parte dos itens relatados. Felizmente, vejo em mim, também, várias das qualidades descritas. Mas percebi, nos comentários, que alguns sentiram-se atingidos pelos pontos em questão. Para esses digo que, talvez, seja tempo de iniciar mudanças. E o primeiro passo para isto é reconhecer os erros. Criticar negativamente um texto que te fere, de certa forma, é uma válvula de escape, que alivia instantaneamente porém impede qualquer reflexão maior.

  • Concordo com Lucas.
    Também acho.

  • Muito bom obrigado. Esqueceu de dizer que pessoas mentalmente fortes não olham televisão procuram na leitura e em documentários a cultura necessária para desenvolver ainda mais suas faculdades.

  • Sigo tudo isso ai e ainda considero que há muito o que crescer, saber se controlar e se portar no que você pode mudar não é um ato de frieza, mas um ato de consciência, onde você ve aqui que pode mudar e melhorar… não existe “um estado da arte” para uma “mente forte” ou perfeição de atos, mas sim uma melhora continua em busca de se tornar uma pessoa cada dia melhor, a si e para os quais lhe importam.

  • Sandra de Mattos

    Gostei muito, parabéns!!! Sempre acreditei que as nossas atitudes corretas é o caminho para a nossa felicidade e bem estar. E eu acredito que pessoas mentalmente fortes são aquelas que fazem as coisas de modo correto. Elas conseguem resolver seus problemas sem serem masoquistas evitando ao máximo o stress. Pessoas que agem com simplicidade são mais calmas e automaticamente resolvem seus problemas da maneira mais certa possível, evitando assim pesos de consciência são pessoas mais leves e naturalmente felizes mesmo passando por grandes problemas.

  • A 14ª e mais importante é: Elas concentram os seus esforços/foco no que querem ser/fazer não no que “não querem” ser/fazer. Sugiro que o melhor seria: 13 coisas que pessoas mentalmente “fazem” e mudar os sentido das frases. (desculpa a chatice, mas isso faz muita diferença) ;)

    • Marcelo,
      Agradeço por seu comentário.
      Seu ponto de vista é muito interessante. Principalmente se mantivermos em mente que as pessoas se movem pela Dor ou pelo Prazer.
      Quando colocamos as coisas no positivo, atingimos as pessoas que se movem pelo Prazer.
      Quando colocamos as coisas no negativo, atingimos as pessoas que se movem pela Dor.
      No seu caso, imagino que se mova pelo prazer. O que é muito bom.
      Veja que, justamente por ser “exatamente o oposto do que você esperava”, você foi compelido “pedir que mudássemos as frases”. =)
      Além do mais, como o artigo foi traduzido a partir de uma matéria que saiu na Forbes, não posso atender tal solicitação.
      Espero que continuemos a nos relacionar.
      Grande Abraço,

  • Discordo das últimas duas mais do que todas as outras, as pessoas simplesmente aceitam empregos para sobreviver, os empregos não existem porque gostamos, mas a sociedade decidiu que estes deveriam existir, ninguém deve se culpar por não conseguir um cargo melhor, a vida é muitas vezes injusta e não porque culpa de uma pessoa, mas da forma como vivemos, o pensamento egoísta e competitivo em que aquele que se sair melhor tem mais “riquezas”. A desigualdade social é o resultado desse “jogo” que vc cita, e é triste saber que grande parte das pessoas acredita que o valor que a sociedade paga para cada função é justo, cada trabalho deveria ter quase o mesmo valor, independente do estudo. Ser sucedido ? Para mim ser sucedido não é ter um cargo bem pago, para mim ser sucedido é ter caráter e ser justo com as pessoas, coisa que muitos passam a vidar sem conseguir.

  • O texto parte de um ponto complicado. O que é mente? Ela que causa comportamentos? Difícil acreditar que algo metafísico que não ocupa lugar no tempo e no espaço possa causar comportamentos.

  • Excelente texto! Gostaria muito de recer por email as novidades…

  • Muito bom este artigo, fico muito feliz em saber distinguir essas qualidades dead pessoas, agradeço a quem fez escreveu este artigo por me passar essa sabedoria

  • Ola André!
    muito bacana a sua matéia, concordo com tudo em genero e grau e ainda acrescento que ter uma mente forte pode ser um exercicio e um desafio a se conquistar para se estabelecer como individuo e cidadão de Valor, muito obrigada

  • André Guimarães

    Ola amigo… vc tem o link do texto na Forbes ??? Abraços !!

  • Alessandro Assis

    Excelente artigo! Gostei muito e gostaria de receber também os artigos via e-mail, por favor. Realmente tudo o que é novo, automaticamente é estranho. E com relação a quem acha que seguir estes macetes é robotizar-se, porque as novelas são tão populares principalmente no Brasil? Alienação social maior, não há! Eu assisto novelas? Sim, algumas. Mas ao contrário de uma maioria, quando quero dormir, durmo. Não faço aposta por final de novela e nem reproduzo as ideias alienativas ali impressas. Show de bola André, obrigado pela tradução.

  • Acho que sou forte, a única coisa que preciso aprender, é não ter medo de assumir riscos calculados, nisso confesso, ainda sou um pouco medroso, gosto de sempre ter a sensação que tenho a situação sobre controle. haha

  • Gostaria de corroborar sua matéria com a seguinte citação: “As maiores batalhas da vida são travadas nos recônditos silenciosos da alma. Uma vitória interior vale mais que cem vitórias no campo de batalha. Conheça-te a ti mesmo, porque a coroa do caráter é o auto domínio” (citação atribuída a Spencer W. Kimball – não sei se corretamente).

    Gostaria de acrescentar que uma matéria deste tipo não faz com que as pessoas se tornem de mentalidade forte ou fraca, ajuda-os a se identificarem. Os fortes a assimilarão e incorporarão em si mesmos o que lhes é necessário, os demais acharão falhas.

    Excelente artigo. Obrigado.

    • Fernanda Santos

      Alex, a citação vem acrescentar ao artigo que é muito bom.

      Concordo com sua opinião.

      Obrigada.

  • Cara sou eu descrito ! Acho que ser assim ate atrapalha porque as vezes não entendo como certas pessoas são tão fracas e dependentes das outras. Mais muito legal esse link .

  • Nossa! Professor André Lado Cruz, como o sr tem paciência, hein? Até eu que sou terapeuta e também acostumada a lidar com esses tipos, ja teria apagado esses coments nada a ver! É aí que agente vê que; “pensar fora da caixinha é para poucos”! Infelizmente o resto segue a massa!
    Bravissimo texto e parabéns pelo seu trabalho!

    • Chell,
      Agradeço muito por seu comentário e seu apoio.
      A liberdade de expressão deve ser respeitada.
      O único filtro que fazemos é quando somos agredidos e/ou ofendidos além do limite da educação, do bom relacionamento e do direito expor nossas ideias.
      Não estamos aqui para sermos os donos da verdade.
      Tudo o que fazemos por aqui é ser uma “segunda opinião”.
      O que desafiamos a todos que questionam a real utilidade do que publicamos é colocar em prática qualquer uma de nossas dicas por 10 dias seguidos.
      Tenho certeza de que, se o fizerem de forma séria e comprometida em dar seu melhor, verão os resultados e colherão os frutos de “pensar fora da caixinha”.
      Grande Abraço,

  • Gostei do artigo. Não concordo com o item 11, pois acho que temos que cultivar a companhia de outras pessoas. Se adaptar à solidão pode ser que tenha medo de não conseguir a total fidelidade das pessoas.

    Discordo completamente da ideia de colocar uma foto de um homem de corpo atlético no inicio da página. Fica parecendo que pessoas mentalmente fortes são apenas os atletas.

    Parabéns ao autor do artigo.

  • Gostei muito da matéria,e queria dizer que me encaixei em quase todos os itens, o 5º por exemplo é onde eu erro,to sempre querendo agradar a todos em tudo que falo ou faço,mas os outros me identifiquei completamente.
    Parabéns pela matéria

  • Ola Andre, SÃO ESSES ARTIGOS QUE VALEM A PENA SER LIDO, APESAR DE COMENTÁRIOS MALDOSOS DE ALGUMAS PESSOAS QUE NAO VALE APENA NEM COMENTAR,QUERO TE PARABENIZA-LO POR ESSE ARTIGO TÃO BOM.PARABÉNS

  • acho que n tem nada haver isso, que isso ocorreu por um motivo desnecesário

  • parece pra mim 13 maneiras de ser hipócrita, boa sorte com isso

  • Materia de altissimo valor, graças a Deus posso dizer que sou uma pessoa mentalmente forte.
    Obrigado andré.

  • Defina “mentalmente forte”. Defina “sucesso”. Desculpe, mas essa lista só serve para reforçar o estereótipo do self-made men. Ela não ajuda ninguém a desenvolver qualquer tipo de habilidade, nem gera um novo nível de entendimento ou percepção. Provavelmente analisaram CEOs e identificaram essas características. Deduziram então que isso é requisito para alguma forma de sucesso. Se a mesma lógica fosse aplicada à física, o homem não voaria, pois teria chegado a conclusão que para isso precisa de penas. O mundo é complexo demais para caber em um checklist.

  • Pablo Babington

    Muito legal o artigo, muito bem direcionado Dr André. A inferência do texto é uma coisa bem interessante de cada um, principalmente no ítem 11, onde se refere a não temer a solidão, onde creio que não é um mandamento pra ficar sozinho, ou querer ser sozinho ou afastar as pessoas e sim uma forma de aprender a ter mais amor próprio, cuidar da saúde, se descobrir, ser feliz consigo e com as próprias realizações, para que assim esteja preparado para ter alguém ao lado, em uma situação que será por opção e não por necessidade. Gostaria de receber artigos meu amigo! Um abraço e sucesso!

  • Como dizia Rock Balboa! Sem dor, sem dor, sem dor!

  • “tento” seguir tudo isso!! Mais ainda me considero inesperiente, matérias assim nos ajudam a refletir e seguir uma linha, sei que há muito o que crescer, saber se controlar e se portar perante os obstáculos que nos cercam, mente forte esse é o ponto de partida,… Amigo fostaria se receber seus posts, se não for incomodo pra vc, vou deixar o meu e-mail, obrigado.

  • Quem é André?
    parei… Até parece que sabe alguma coisa!

  • Excelente texto, vejo como pontos q podem servir para nossa reflexão…

  • Artigo enriquecedor.
    Vou avaliar alguns itens, que ja faço e focar nos outros que faltam

  • MUITO BOM, SABIAS PALAVRAS. PARABÉNS ANDRÉ CRUZ.

  • Antonio Loureiro

    Muito enriquecedor o artigo. Vou tentar aplicar esses hábitos a minha vida.
    Desejo receber mais artigos deste tipo por e-mail.

  • concordo com o que o chell falou ,todo mundo segue a massa,faz diferença aqueles que são escultores do seu proprio caminho,critíca dessa forma quem nao se vê nesse artigo ,é uma pena tanta mente fechada .

  • Obrigado

  • Muito bom !!

  • Olá,

    parando para pensar, realmente, faz sentido.
    Na maioria das vezes nos preocupamos em reclamar,
    porém não fazemos nada para mudar o fato ou para
    melhorar. Talvez eu tenha uma mente fraca, mas
    ao ler o artigo, percebi que devo adotar novas
    posturas frente a minha vida.
    Muito interessante o artigo.
    Gostaria também de receber os novos artigos, se
    possível.

    Grande abraço.

  • Excelente artigo. Parabéns!

  • Um mais do mesmo sonolento; típico post que seduz um público que é tudo, menos mentalmente forte.

  • Que texto hipócrita, não existe pessoas assim. Uma pessoa que pensa desta forma, ou sofre de algum distúrbio psicológico, ou se diz pensar assim para se auto vangloriar, em uma tentativa frustrada de se sentir melhor que os outros. Nota-se também, sem lógica alguma, e de um certo egoísmo, um comentário seu acima, que foi “A questão é: de que adianta reclamar da mala?” como se nada adiantasse reclamar, e não é assim que funciona as coisas, talvez naquele exato momento não te adiante muito, mais com certeza a empresa na qual perdeu a sua mala, irá tomar medidas disciplinares com os seus funcionários, para não ocorrer o mesmo erro, com isso você ajuda outras pessoas, e a sí mesmo.

    • Olá Lipe,
      Compreendo sua colocação e vejo que talvez o autor não tenha sido claro em relação ao ato de reclamar.
      Geralmente as pessoas que “simplesmente reclamam” falam com todos sobre os problemas que sofrem, porém não fazem nada para mudar a situação na qual se encontram.
      É sobre isso que o texto se trata. Reclamar não leva a lugar algum. Buscar a solução para o problema sim.
      Espero que com esta nova forma de ver a situação você reveja o texto com outros olhos.
      Se quiser saber mais sobre o quanto reclamar não contribui com nada, sugiro que leia também:
      http://www.professoresdosucesso.com.br/reclamar-isso-faz-as-coisas-acontecerem.html

      Grande Abraço,

  • Como faço para ter a mente mais fortes, li esse artigo e percebi que a minha mente e fraca :/

    • Lívia,
      Que tal começar a perceber quando está fazendo alguma dessas 13 coisas?
      Quando se perceber entrando neste “velho hábito”, pergunte-se: “como posso agir de forma assertiva e positiva para resolver a questão?”.
      Volte aqui e conte-nos sobre o resultado.
      Grande Abraço,

  • Olá André, Parabéns pela matéria!
    Precisamos aprender a usar o lócus externo e interno. Nem tudo é culpa dos outros, ao invés de acharmos culpados devemos nos perguntar: O que podemos fazer para que isso seja diferente? \o_

  • Eduardo Mitsuo Yoda

    Muito bom!
    Acrescentaria
    Não tem medo de confronto!
    Eu mesmo só consegui controlar a minha mente depois que perdi o medo de confronto.
    Obrigado

  • Como controlar certas atitudes que caracterizam uma pessoa com as características de uma mente forte…
    Eu acho que não sempre uma pessoa com estas características é bem sucedida, mas sim uma pessoa que luta, persiste e enfrenta.

  • Olá. Muito legal, obrigado pelo texto.
    Será que posso adicionar um item?
    Creio que pessoas mentalmente fortes seguem sua motivação nativa, isto é, atiçadas por um coração inquieto, elas sentem que não vieram ao mundo para viverem uma existência comum e isenta de significado. Elas usam positivamente seu impulso interior.
    Publiquei recentemente um livro que versa exatamente sobre tal particularidade das mentes fortes.
    Grande abraço!
    Everton Spolaor – http://www.sombrasdarealidade.com.br/publicacoes.htm

  • Gostei muito das suas ideias e, lamentavelmente, os fracos de inteligencia vao sempre se interpor e desestimular suas opinioes. Andre! Os fortes sao os mais atacados…e os menos atingidos porque compreendem e relevam os fracos. Desejo muito sucesso pra vc e que suas significativas ideias e conclusoes possam servir de estimulos aos que assim necessitarem.
    Abracos
    Lais

  • Realmente o texto é muito interessante, pois reforça o conceito atualíssimo de liderança e principalmente das competências essenciais para os novos gestores. É uma verdade que muitas vezes nos esquecemos de colocá-las em prática e por vezes nos deparamos reclamando de alguma coisa sem sentido e sem valor a ser agregado.
    Parabéns e um ótimo 2014 para todos.
    José R. Maia

  • Wemerson Cãndido Ribeiro

    Achei este artigo incrivel, com palavras simples mais de grandes valores. Os topicos 3, 10, 11 e 13 são os mais verdadeiros.
    Gostei muito mesmo.

  • Me gustaría recibir sus artículos en mi mail. Estoy totalmente derribada por vivir en el pasado y preciso cambiar mi concepto de la vida. Gracias por el interesante artículo.

  • A solidão entra em qualquer mente, forte e estável ou fraca e vulnerável. Solidão não de um dia, uma semana ou mais. Solidão de meses, de toda uma vida ou de estar tão distante que não existe nenhum escape. Solidão é veneno, e não há soro ou mente que aguente.

  • Pena ter que curtir para ler o conteúdo. Conteúdo traduzido ainda.
    Acredito que era melhor o leitor decidir se deseja curtir ou não após a leitura do artigo.

  • Muito importante para aqueles que pretendem elevar-se em carreiras profissionais, matéria como esta apresentada, somente estimulam o ser pensante a atingir objetivos.

  • Realmente em maior parte este texto representa os interesses de uma classe dominante em relação ao comportamento da classe em desvantagem. E infelizmente, se alguém está crescendo às suas costas você não vai conseguir crescer sem se livrar desse sanguessuga, bem ao contrário do que os palestrantes de auto-ajuda querem passar para os empregados das empresas que os contratam. Fora isso muita coisa pode ser aproveitada no texto sim, é tudo uma questão de saber filtrar, porém nenhuma diretriz deve ser usada para resolver todos os seus problemas, cada situação é diferente e requer uma solução específica, boa vontade sozinha não leva a lugar algum.

    Parabéns pela transcrição do artigo, ficou muito boa!

  • RIDÍCULO vincular o conteúdo a curtida no Face.

    Me dou ao trabalho de comentar pra deixar bem claro que isso é apelação, mas não caio nessa chantagem. Fiquem com o conteúdo pra vcs.

  • LUIZ ANTONIO GOMES

    Excelente artigo,mas reconheço que preciso melhorar em alguns apectos.
    Obrigado!

  • Nao concordo com a curtida por isso nao vou ler e sinceramente nao fiquei curioso

  • O importante é ser seu melhor a cada dia! A vida passa muito rápido para ficarmos acusando o que é certo ou errado para cada pessoa… faça o seu melhor dia após dia e seja muito feliz! Simples assim!

  • Olá André, gostei do seu artigo, mas acho q a diferença de emoções e comportamentos nos tornam seres humanos, bem como não só conviver sozinho, muitas vezes o autoconhecimento vem de conversas com outras pessoas, mas friso q gostei do seu artigo e gostaria de recebe-los e meu e-mail.

  • Muito bom , o comentário do Guilherme tbm concordo plenamente

  • Mostrar o conteudo da pagina, soh se vc curtir antes? que tipo de blog eh esse?

    Sem mais comentarios.

  • Para poder ler o conteúdo inteiro da matéria precisar dar um like na página? Que ainda por cima foi COPIADA? Na boa? Vou ler o texto original! Posso apostar que entre as 13 coisas que pessoas mentalmente fortes NÃO fazem é BARGANHAR POR LIKES!
    Sem mais.

    • Olá,
      Compreendo sua chateação (e a de outros usuários) e respeito sua posição de ler o artigo original.
      Temos mais de 500 artigos publicados em nosso site.
      A maioria esmagadora está 100% liberada.
      Alguns poucos artigos, os quais julgamos estratégicos, possuem essa limitação.
      Espero que nossa estratégia não estrague nosso relacionamento.
      Grande Abraço,

  • ótimo artigo, só uma palhaçada esse negócio de ter que curtir no facebook para ler ele completamente. Autopromoção barata de blog mediano.

  • A palavra ajuda passa uma impressão de fraqueza… de necessidade… e algo mais neste sentido… e, dependendo da situação, isto pode criar uma certa dependência ou vício, pois qdo alguém tiver uma necessidade, poderá pensar inicialmente em ajuda…, isto é, uma opção pelo lado mais fácil.

    Em princípio, todo ser humano tem a sua personalidade, mas ela é “ formatada ” em função do que fazemos ou deixamos de fazer na vida ( ver ou não, comer ou não, beber ou não, ouvir ou não, e assim por diante )…

    Pessoa que sempre recorre a ajudas, podem ter dificuldades em superar a adversidades, o que é muito ruim, pois superar adversidades no dia-a-dia é uma das melhores escolas de aprendizados da vida…

    Não sou contra a “ ajuda ”, mas tudo tem os seus entretantos, os porém, contudo, todavia e etc e etal.

    Eber Resende

  • Sobre coach, como funciona? quais modelos? voces tem endereço físico? custo?

  • Se nem Jesus Cristo conseguiu gradar à todos….Quem somos nós? O conteúdo é muito bom e está exposto faz o exercício de melhoria contínua aqueles que tem uma visão ampla das situações….ler é um bom começo
    Valeu!!!

  • não gostei… isso parece lavagem cerebral.

  • Acho que qualquer profissional da area psicologica, emocional e afins, se mostra extremamente irresponsavel ao GENERALIZAR qualquer tipo de problema, dificuldadesou deficiencia de um ser humano, um profissional responsavel sabe que quando falamos da mente de alguem, falanos de um unico individuo, o que funciona para o Joao pode nao funcionar com o Jose, imagine uma pessoa com depressao clinica, lendo essa materia e achando que pode sozinha curar seu quadro com tais exercicios sem ajuda medica especializada? Isso eh um absurdo extamente para as “mentes fracas”.. E parece que os senhores do site sabem disso e estao se aproveitando exatamente dessas pessoas!!! Joguinho perigoso de vcs!!

  • Sabrina Fernandes

    Se eu pudesse acrescentar mais um, eu diria que as pessoas mentalmente fortes utilizam a palavra ‘Não’ com bem menos frequência do que ela aprece nesse artigo.

  • Achei bem tipo individualista, autoritário, não transmite transparência. Não sei onde esta essa felicidade, pessoa assim vive uma ruina constante mascarado pelo poder, intolerável, dono da razão…. Afinidade só com os cachorrinho da casa.

  • André, achei o artigo incrível, na verdade fiquei espantado ao ver que me encaixava em cada um dos itens da lista, parecia que eles haviam sido escritos com base na minha personalidade, por muitas vezes as pessoas tem me dito que sou uma pessoa fria e calculista um pouco solitária e petulante por não abaixar a cabeça pra ninguém, mas sinceramente nunca achei essas características ruins muito pelo contrário, e agora lendo seu artigo entendi o porquê, as pessoas que não tem essa força mental podem nos encarar desta forma, mas na verdade o fato é que elas não veem o mundo como nós e simplesmente não entendem nossas atitudes e comportamentos.
    Muito obrigado e um grande abraço.

  • Não desanime com os pessimistas!! Muito legal sua intenção de gerar pessoas mais felizes!

  • Olá,

    Achei ridículo eu ter q “curtir” antes de ler….o processo tem q ser ao contrário, eu leio, seu eu gostar eu curto…

    Adriana

  • EXCELENTE ARTIGO! Me descrevi lendo seu artigo!

  • carlos ferraioli

    André ótimo artigo. Acredito que podemos entender melhor as críticas se conhecermos melhor nosso público. Sugiro adicionar algumas informações em cada resposta: idade, cargo, historico profissional, mercado de atuação.

  • Parabéns gostei muito das definições de quem possui mente forte, eu sempre acreditei ter uma mente forte, e me enquadreii em todos os itens sem tirar e nem por, e entendi perfeitamente os seus argumetos, principalmente no que diz respeita estar sempre feliz….por mais que me aconteça algo que me deixe arrasada a escolha é minha fiar com depressao ou ser feliz, pois a feliidade é uma questão de escolha !!!! E para os contras aos argumentos da materia, NUNCA confundam INTELIGENCIA, com mente forte, voce pode ser muito inteligente e ter a mente fraca em certos aspectos ou determinadas situaçoes e vice e versa!! Abraços parabéns mais uma vez.

  • Achei muito informativo e útil para todas as faces da vida. Muitas vezes, nos encontramos diante de grandes problemas que são causados por pequenas (mas significativas) falhas em nossas atitudes. Parabéns, está excelente!

  • André,parabéns pela sua iniciativa e ainda mais em sua paciência em responder a aqueles que têm dificuldade de adaptação a vida real.É sempre mais fácil colocar a culpa nos outros generalizando do que encarar os desafios de frente,e no meu entendimento é esta a intenção que teu texto passa.Enquanto isso outros ficam de mimimi.Grande abraço!

  • Patricia Freitas

    Li tudo André e vejo que muita gene pensa que ser uma pessoa com “personalidade formada para não perder a vida” e “não se deixar levar por coisas sem importância” faz mal a muitos dos leitores, acho que não sou um robô e tenho sentimentos sim, mas em tudo ponho em primeiro lugar o que me fará melhor isso para mim é ter razão sobre emoção controlada pelo fator “o que vou ganhar”se não agir desta forma. Realmente é difícil pra muita gente ter alguém “forte mentalmente”por perto pois no mundo de hj muitos gostam de se colocar na posição de “coitadinhos”para esses sim levar vantagem sobre os outros. Amei saber que existem mais pessoas “normais” como eu por aí, especialmente no texto número 11 pois me achava um ET por não precisar de ninguém para ser feliz, minha felicidade vem de mim mesma. Obrigada por me trazer tão grata informação de que sou normal. Bjus

  • Nossa tenho varios elementos desse artigo,vejo que tenho mente forte e nem sabia,vivo sozinho,longe de casa,trabalho duro todo dia e espero ter uma reconpensa a longo prazo,calculo muito bem os riscos e ainda por cima,me sinto muito bem com minha propria companhia,kkkk…agora vi que to no caminho certo otimo artigo,abraço

  • Se é o listado q é o necessário, to mandando bem na vida então! Minha mente é um peso pesado então, sem positivismo e soberba barata, é claro.

  • Nossa a felicidade que você (André) responde a todos é invejável, porém irritante!

    • Olá. Lucas,
      Agradeço por seu comentário.
      Tenho muita paixão por este projeto e mudei vinha vida completamente por conta dele.
      Como não ser feliz com os comentários?
      Espero que minha energia te contagie de alguma forma e que você consiga ser tão ou mais feliz quanto eu. :-)
      Grande Abraço,

  • Muito bom o artigo, eu como pessoa e como administradora de empresa preciso muito tomar essas dicas para mim tornar uma pessoa melhor e mais forte mentalmente.

  • Muito bom!

  • Parabens pelo post!! Eh uma pena que mesmo vendo um post motivador (ou ao menos contendo informacoes positivas) ainda tenhamos que ver comentarios tao criticos… Pra interpretar esse texto, que em nenhum momento taxou alguem como “mente fraca”, basta comecar a praticar os propios concelhos nele citados!! Acredito que auto conhecimento eh o que devemos buscar antes de qualquer critica!

    Parabens Andre!!!

  • Olá!!!

    Sensacional a experiência da leitura e motivação.
    Gostaria muito de receber os artigos.

    SucessO!

  • Muito boa a leitura estou Refletindo.

  • que legal cara fico feliz em saber que tem pessoas que se preocupam com o nosso bem estar muito boa sorte na vida e que vc possa sempre passar essas msg positivas pra galera abraço..

  • Comento primeiramente porque de cara não concordei com algumas coisas. Essa discordância poderia ser explicada pela minha rejeição à mensagens ou textos de auto ajuda, que trazem uma concepção tragicamente homogeneizadora para o conceito de sucesso, mas lendo os comentários e conferindo a fonte do texto descubro que a fonte é a revista Forbes. Pois bem, está explicado o conteúdo do texto, e a minha discordância a ele. A Forbes é uma revista que enaltece a riqueza e o poder de homens de negócios bilionários, logo, o conceito de mente forte dessa revista não pode ser usado para todas as pessoas, pois é em síntese um conceito que se fundamenta em uma meritocracia que não deveríamos celebrar sem contestação. Resumindo: o ponto 12 até pode ser uma característica de uma mente forte quando observado em um bilionário, afinal, realmente o mundo não deve nada a ele. Contudo, essa mesma característica quando observada em um funcionário, ou, sendo mais claro, em um trabalhador braçal, acaba sendo uma característica que denota uma mente fraca, ou melhor explicando, uma mente alienada pela idéia de um estado de harmonia no mundo. É uma imposição ideológica, pois defende que realidades miseráveis sejam concebidas como vivências quase eudaimônicas (o conceito de felicidade grego, de estar ocupando o seu lugar no universo). O mundo em que vivemos é injusto, e para que as pessoas tenham felicidade precisa-se de mentes fortes que entendam que sim, o “mundo” deve muito para muitas pessoas, e quando essa dívida for cobrada não haverá espaço para celebrar bilionários. Bom, claro que a Forbes não iria defender essa idéia, o que causa desconforto é que uma pessoa que diz trabalhar para o sucesso dos outros reproduza o texto da revista vendendo essa visão conformista. A não ser que o sucesso que você professe seja apenas o seu, espalhando aos incautos o culto à meritocracia que os transformará em grandes puxadores de carroça que acham que são cavalos de corrida, uma corrida maluca atrás do sucesso financeiro e profissional, mas que não é de fato um sucesso existencial.

  • Olá. Realmente identifiquei em mim coisas que preciso mudar para ter uma mentalidade mais forte. Obrigado pela reflexão, sempre que eu tiver a oportunidade indicarei o site. Aloha!

  • Oi, André! Possa acrescentar mais uma a sua ótima lista?

    14) Elas não são prisioneiras de seus instintos
    Instintos são bons quando somos conscientes de suas ações e consequências. Pessoas mentalmente fortes têm controle sobre a sua vontade, não fazem o que espiritualmente não querem e não batem em tudo e todos para enganarem a si mesmos dizendo que são livres. Elas sabem que a liberdade é o conhecimento que os torna conscientes de si e do mundo.

  • Atividade 2 (17/03/2014).É Possível ser mentalmente forte.

  • Tenho problemas com contas e dinheiro.
    sOU IMPULSIVO.
    e QUANDO ME APERTO NAO SEI COMO MAS BURLO A SI MESMO PRA PAGAR AS CONTAS.
    iSTO ME REFLETE EM UMA BOLA DE NEVE DE CONTAS .
    mE AJUDEM

    • Olá Jhean,
      Tenha certeza de que você não está sozinho nessa.
      Recomendo a leitura de dois livros fantásticos que podem te ajudar muito neste processo:
      “Pai Rico, Pai Pobre” do Robert Kyosaki e “Dinheiro um santo remédio” do Conrado Navarro.
      A primeira coisa a fazer é tomar as rédeas do problema (quebrar os cartões de crédito, levantar as dívidas) e criar um plano para pagar as mesmas e, quando acabar, começar a investir a parte que usa para pagar as dívidas.
      Existe uma grande diferença entre dívida boa e dívida ruim.
      Dívidas boas são aquelas que nos fazem ganhar mais dinheiro.
      Dívidas ruins são aqueles que nos trazem algum benefício imediato, porém um grande passivo no longo prazo.
      Sua inteligência financeira será determinante para você sair da situação onde se encontra.
      Grande Abraço,

  • Muito bom o artigo, é com a prática diária que se alcança os objetivos.

  • Assim como o texto que o André sugere trata-se de pontos para melhorar nosso cotidiano. Compreendo que muitos do que aqui gostaram deste, já tiveram mentes como a dos que não gostaram. Assim compreendem a capacidade de cada ser humano melhorar o seu derredor para andarmos como uma equipe.
    E mais uma vez, ao invés de gastar energia criticando esse post, favor faça um “melhor” ou com o que você acha melhor.
    Estamos aqui para somar e não diminuir.
    Abraço

Deixe uma resposta

requerido

requerido

opcional



− 5 = quatro